1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>

Os animais e o verão

PDF Imprimir

Os animais também precisam de cuidados especiais no tempo de calor. Cães, gatos, aves sofrem com as altas temperaturas assim como nós. E em alguns casos, podem até morrer morrer.

Como os cachorros não possuem glândulas sudoríparas, eles transpiram por meio das almofadas das patas, pela língua e focinho. Por isso, é comum que estejam constantemente com a boca aberta na tentativa de refrescar o corpo. Observe sempre a respiração do seu bichinho. Se ele estiver muito ofegante é sinal de cansaço, diminua o ritmo da caminhada e não force, pois os cães e gatos desidratam muito rápido e necessitam de água e um local com sombra para se recuperarem.

pequeno_banhoAlguns cães com o focinho recuados, como o Pug e Bulldog, possuem naturalmente dificuldade para respirar, fique atento aos sinais do animalzinho. Em casos graves de crises respiratórias a língua chega a ficar roxeada, sendo preciso encaminhar seu pet imediatamente ao veterinário de confiança.

É recomendável que os passeios realizados em dias quentes, ocorram antes das 9h e após as 18h. É imprescindível que se ofereça bastante água ao animal, mesmo que ele recuse, insista. Existem kits que permitem ao dono levar a água do bichinho durante o passeio. Evite locais com pisos muito quentes como asfalto, pois eles podem sofrer queimaduras nas patinhas.

Para ajudar o cão a se refrescar, pode-se oferecer cubos de gelo feitos de água de coco. Nunca ofereça sorvete, pois o açúcar é prejudicial ao animal.

Outra prática perigosa que costumamos ver, são cães deixados dentro do carro, isso deve ser evitado, mesmo que o carro esteja com os vidros abertos, pois eles podem sofrer hipertermia.

Se o seu cãozinho gosta de nadar, preste bastante atenção em seus ouvidos e tome os cuidados indicados pelo veterinário. Lembre-se que no verão a incidência de insetos é maior, como pulgas e carrapatos. Fique atento para evitar infestações.

As aves também não perdem calor via suor, uma vez que não transpiram. Elas só perdem calor resfriando seus órgãos internos através da respiração ou bebendo água.

Alguns hábitos devem ser alterados, a começar pela alimentação. Ofereça alimentos como verduras, legumes e frutas. Deixe a ave em ambientes ventilados e frescos e coloque uma banheirinha, não muito funda, com água fresca para seu pássaro se molhar. E não se esqueça de tirá-lo do sol quando estiver muito forte.

Cuidado com o uso de ventiladores, para não incidirem diretamente sobre a cabeça da ave. Atenção com os pássaros criados soltos. Por serem muito curiosos, podem se acidentar na hélice do ventilador. A melhor forma é aproveitar a ventilação natural da casa.